quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Fim de ano... Novo ano!

Fim de ano início do novo ano, alturas em que fazemos um balanço do que lá vai, se sonha com o que vem... Promete-se empenhamento, novas etapas queremos alcançar e estamos mais predispostos a fazer planos. Ao contrário de muita gente, a verdade é que não partilho desse entusiasmo. Já fui daquelas que festejava o fim de ano como se não houvesse o amanhã, mas a verdade talvez a vida ou até mesmo a idade, tem-me ensinado que todos os dias são novos e que embora estes dias seja uma justificativa para estarmos em com família e amigos, tal pode acontecer outros dias do ano. 

Ontem analisava com o meu mais que tudo as nossas passagens de ano que temos tido desde que nos juntamos, e de ano para ano têm sido bastante diferentes. Quando digo diferentes, é pelos elementos do grupo que os compõe. Somos um casal, que não e muito avantajado no que concerne às amizades. Temos muito poucos amigos, e quero crer que os que temos são verdadeiros... pessoas que vão e vêem, que nos magoam que nos desiludem e por isso mesmo passam do nosso grupo de amigos, de nossos frequentadores de casa para umas pessoas quase estranhas e que se troca umas pequenas palavras de ocasião. 

Este ano, fui tudo diferente. Chegamos à conclusão que quase ideal. Passamos os três, a nossa família. E se há uns anos havia a necessidade de ter trinta pessoas em casa, agora apenas tenho a necessidade da minha família, dos meus dois homens. Curioso como as nossas necessidades mudam. 

Quero com tudo isto dizer, que o melhor, na minha modesta opinião, é que haja esta euforia do ano novo, todos os dias. Não pensem que tenho uma vida cor de rosa, tenho as minhas desilusões, sonhos, tristezas! Mas, também tenho alegrias e conquistas. E sabem uma coisa? Se aquilo que tanto desejam não o conseguirem por determinado caminho... parem! Escutem o vosso coração e sigam por outro caminho, e vão ver coisas boas virão e até mesmo esse sonho! Profético?! Enganador?! Nãa! Experimentem isto todos os dias deste ano e não se esqueçam sejam felizes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário